Um relato pessoal de um designer

Este é um livrinho para quem quer ser protagonista no processo de Design. Uma conversa sobre a vivência de quem trabalha ou quer trabalhar com o conceito de Experiência do Usuário (ou User Experience, UX) dentro das empresas

Você não precisa pagar um centavo para ler esse livro, mas um tweet ou compartilhamento no Facebook ou Google+ é bem vindo :)

Sobre o Autor

Thiago Esser: Trabalha com Design para mídias digitais há 10 anos, com foco em soluções voltadas aos usuários, e de olho na viabilidade técnica e nos requisitos de negócio. É UX Designer na uMov.me, com passagem anterior pelo Grupo RBS.

Presença constante na comunidade de UX brasileira, é criador da UXniversity  uxnivers.com  e mantém o blog locomotivo.com.br.

Conteúdos

1. Não fui eu nem você quem inventou a Experiência do Usuário
2. Parceiros de front vs. Caciques
3. Essa pose de Mister M só vai te f****
4. Seja um empreendedor DENTRO DA FIRMA
5. Coisas que um UXer sabe (ou precisa saber)
6. Design Centrado no… ** (esse capítulo contém um termo chulo)
7. Método de Pesquisa Talibã
8. Eu já faço um pouquinho de UX… Quero fazer mais!

Detalhes:

  • Ebook disponível em diversos formatos (PDF, EPUB, MOBI)
  • 30 páginas (no formato PDF)
  • Em Português-BR

Trechos do livro

Mesmo sem designer, toda empresa faz design – bom ou mau. O “alguém está fazendo isso por você” se refere a essa ausência de um responsável. Se não é o caso do seu negócio, já tem no mínimo meio caminho andado.
Eu quero falar um pouco sobre ser ouvido e ter sua opinião considerada – sem sermos mimados, crianças com um dom especial – quando as questões estiverem ao nosso alcance. E, a propósito, qual é o nosso alcance mesmo?
No contexto normal de desenvolvimento de produtos e serviços, ninguém faz nada sozinho. Como metáfora, pegue a seleção brasileira de futebol, que algumas vezes juntou uma penca de craques e teve maus resultados. Ou, por outro lado, times super profissionais do futebol mundial, coleção de estrelas, que se tornaram imbatíveis pois jogavam como uma equipe.